O que é conformação de chapas de aço? - Tetraferro A conformação ou transformação de chapas de aço pode ser feita por dois tipos diferentes de processo: mecânico ou hidráulico. Basicamente a conformação ou transformação pode ser definida simplificadamente pelas seguintes operações: embutimento; estiramento; corte e dobramento. A conformação ou transformação provoca uma mudança na geometria ou nas dimensões das chapas, dependendo da operação realizada, usando sempre alguma ferramenta para auxiliar.

Em função da temperatura e da chapa utilizada, a conformação ou transformação pode ser classificada como a quente a frio e cada processo fornecerá características específicas para a peça final obtida. No caso das chapas de aço, as propriedades finais de um produto estão relacionadas com a composição química e a estrutura metalúrgica. As características, como tipo, grau, velocidade e temperatura da conformação ou transformação, do processo aplicado também irão influenciar no resultado final.

Os processos mecânicos de conformação ou transformação são, normalmente, de ação rápida, enquanto os processos hidráulicos são mais lentos, mas podem aplicar golpes mais longos e intensos. Esses processos podem ter dois efeitos, simples ou duplo.

Processos mais usuais de conformação ou transformação de chapas de aço

Os processos mais comuns de conformação ou transformação das chapas de aço são os abaixo indicados:

  • Forjamento: o forjamento é o processo pelo qual a conformação ou transformação ocorre por meio de esforços compressivos, com o objetivo de fazer com que a peça assuma o contorno desejado, usando ferramenta conformadora, composta de duas partes que são: matriz e estampo.
  • Estampagem: é o processo pelo qual uma chapa é conformada ou transformada, por meio da aplicação de uma força vertical e assume a forma da ferramenta, matriz e estampo, utilizada na operação. A forma final da peça dependerá da chapa de aço especificada, do equipamento que está sendo utilizado na estampagem e da ferramenta aplicada na operação.
  • Laminação a quente ou a frio: é o processo básico para a produção de chapas de aço, que consiste na passagem de bobinas ou chapas pré-laminadas pela abertura existente entre dois cilindros que giram em sentidos opostos conferindo à chapa a espessura desejada que será exatamente igual à abertura entre os cilindros.
  • Corte e dobra: estes dois processos se complementam e consistem em, a partir de uma chapa de aço padrão, alterar suas dimensões recortando a mesma e posteriormente dobrando-as para obter formas bem definidas. Algumas empresas oferecerem este tipo de serviço personalizado para o cliente, com corte e dobra sob medida para uma determinada aplicação, com base em um projeto de um profissional capacitado para essa atividade.