Saiba qual a diferença entre chapas laminadas à quente e chapas laminadas à frio | Tetraferro

As chapas de aço podem ser produzidas por processos diferentes que tem como resultante final as chapas laminadas a quente e as chapas laminadas a frio que são utilizadas nas mais variadas aplicações. Entretanto é comum surgirem dúvidas sobre as diferenças nos processos de fabricação desses dois produtos e também nas aplicações das chapas de aço.

As diferenças entre as chapas começam no processo de fabricação (veja aqui o processo completo). Ambos os produtos são produzidos por laminação, sempre usando como matéria prima bobinas laminadas.

Chapa laminada a quente (produzidas a alta temperatura – acima de 900º C)

O processo de produção destas chapas se inicia com a laminação de placas no Laminador de Tiras a Quente (LTQ) que resultam em bobinas laminadas a quente. Esse material, posteriormente, é cortado transversalmente em um processo chamado desbobinamento com o objetivo de obter as chapas acabadas. Neste processo, o corte é realizado no comprimento solicitado pelo cliente final da chapa. A espessura do produto pode variar de acordo com a sua aplicação.

As aplicações usuais das chapas laminadas a quente estão indicadas a seguir:

  • Longarinas;
  • Rodas;
  • Pisos (Chapa Xadrez);
  • Tubos de diâmetros variados;
  • Indústria de móveis;
  • Fabricação de autopeças.

As Chapas Grossas também são laminadas a quente, mas seu processo produtivo é distinto, mas usa a mesma matéria prima, placas de aço. Este produto pode ter, como característica principal, alta resistência, para aplicação em armazenamento de gases, devido a sua capacidade de compressão, resistindo à alta pressão.

Chapas laminadas a frio (produzidas a baixa temperatura – abaixo de 100º C)

As chapas laminadas a frio são produzidas a partir de bobinas laminadas a frio que são obtidas no Laminador de Tiras a Frio (LTF), usando como matéria prima bobinas laminadas a quente. Assim sendo, as chapas a frio também é um produto que se origina nas bobinas a quente. As suas aplicações, entretanto, são diferentes das chapas laminadas a quente.

Um das principais aplicações das chapas laminadas a frio é a produção de produtos da linha branca (eletrodomésticos), devido ao seu acabamento, maleabilidade e resistência. Outras aplicações comuns desses produtos são na indústria automobilística e na construção civil, principalmente em ferragens e esquadrias.

Diferenças entre chapas

Como a chapa laminada a frio é um produto que se origina na bobina laminada a quente, este passa por mais processos produtivos para obter suas características finais. A chapa laminada a quente possui um processo a menos que a chapa laminada a frio. Esse único processo confere aos produtos propriedades distintas e, portanto utilizados em aplicações diferentes.

Algumas características do produto como espessura, largura e comprimento podem ser solicitadas pelo cliente conforme suas necessidades. As chapas laminadas a quente e a frio tem suas características químicas e mecânicas normatizadas pela ABNT e obrigatoriamente tem que atender estes requisitos. As usinas produtoras de chapas garantem em seus certificados essas características que variam conforme a qualidade e tipo de acabamento.

Conheça mais sobre a indústria do aço no Brasil.